Tuesday, May 04, 2010

O regresso...



"(...)Numa mansão sim... nessas que têm um jardim à beira de qualquer coisa...




Poderia ser um lago, mas melhor ficaria uma praia, mar selvagem, num canto algures banhado pelo atlântico... Até porque, de repente, não me lembro de ter estado à beira de outro...

Foram poucas as viagens... Paris e Londres aos anos, Bruxelas à menos de meia-duzia... E a memória de uma corrida por três ou quatros provincias espanholas no espaço de uma semana, acompanhado também pela filha mais velha que na altura não contava com mais de seis meses de idade.

As outras viagens foram mais enriquecedoras, creio... Destino "Futuro Fantasia" sempre acompanhado por uns outros pares de pernas, bem mais elegantes do que as que carrego comigo vai para trinta anos, e que foram caminhando para dentro e para fora da minha vida.

Talvez a "Esbelta, bem talhada" esteja mais actual que nunca. A obra... se assim lhe pudesse chamar... Na verdade não passa de uma simples letra, de uma canção como tantas outras, que procura retratar aproximadamente um sonho, um desejo...



Simbolizando a mais pura qualquer coisa que não consigo descrever... A minha Esbelta é parecida com algumas das mulheres que fui conhecendo nas estadias por aí... E, embora me perca por aí achando que a encontrei, em bom rigor nunca deixei de estar lúcido... Estão no seu caminho, ou não?

Pergunta-te se não tenho medo de a encontrar...



Saber que estaria na sua presença e simultaneamente desenvolver o receio de perder essa mulher, certamente conduzir-me-ia numa viagem sinuosa...



Bom... ficar-me-ei por fantasias, sonhando nos braços das esbeltas d'outrem, esperando com elas viajar no seu caminho, sempre com a noção que o grau de dificuldade vai aumentando.... e pergunto-me se a minha esbelta não é feita de pequenas paixões e outras realizações(...)"

Monday, April 19, 2010